27 coisas que levei 27 anos para aprender

A gente apanha muito durante a vida, mas é apanhando que se aprende a continuar sempre de pé. A não desistir no meio do caminho, insistir nem que seja por teimosia, porque lá no fundo, sabemos que vale a pena. Se eu tivesse que escrever um “manual de instruções para a vida” para mim mesma, seria este. Ainda não consigo colocar tudo em prática, e quando conseguir, novas regras surgirão. Mas, por enquanto, é o que temos pra hoje…

  1. Não espere dos outros o que é sua obrigação fazer por si mesma. Seja você mesma seu esteio, seu porto seguro, sua fortaleza. E tranque fora dela tudo o que te faz mal.

  2. Não crie expectativas. A alegria de uma surpresa boa é tão grande quanto a dor de uma decepção.

  3. Não tenha medo de dizer não. Ser bom é uma coisa, anular-se para servir às vontades dos outros é bem diferente.

  4. Zona de conforto é uma prisão que te impede de enxergar o que você realmente é capaz de fazer. Lembra do mito da caverna de Platão? Então, é exatamente assim.

  5. Terapia não é despesa, é investimento. É um caminho para reencontrar-se, redescobrir-se e devolver-se a si mesma.

  6. Praticar um esporte é uma necessidade humana tão básica quanto comer ou dormir: só quem pratica sabe disso.

  7. Investir em experiências é muito mais proveitoso do que gastar com bens materiais. Pra quê você precisa de 40 pares de sapato? Quantas viagens incríveis conseguiria fazer com o que gasta todo ano em gadgets?

  8. Não gaste o que não tem: dinheiro de plástico não é vendaval, pode virar uma bola de neve infinita e te privar de muitos prazeres – pequenos e grandes.

  9. Não pense que você vai ser feliz só quando casar, passar num concurso público ou ganhar na Mega Sena. Sua felicidade está aqui e agora e só depende de você.

  10. Quem deve escolher a sua profissão é VOCÊ. Optar por uma carreira só por causa do salário é a maior fria, afinal, sucesso exige dedicação, e quem é que vai se dedicar a algo que odeia?

  11. Trabalhe para viver, e não viva para trabalhar. Você não sabe quanto tempo terá pela frente para dedicar-se às coisas que trazem brilho aos seus olhos.

  12. Não espere dos outros o que você faria por eles. Cada pessoa é única, fruto de suas próprias experiências, sonhos e valores, e nem sempre o que é correto para você é para o outro.

  13. Não alimente amizades venenosas, elas sugam suas energias, consomem seu tempo e drenam seu bom-humor.

  14. Aceite-se como você é. Ninguém é perfeito, e a busca pela perfeição em si ou nos outros só traz sofrimento.

  15. Às vezes, a resiliência é uma escolha sábia. Tentar se adaptar da melhor maneira possível a uma situação que está fora do nosso controle é uma medida de autoproteção para não sermos estraçalhados por ela.

  16. Estabeleça metas – e não apenas as de longo prazo. Sem objetivos, a vida se torna vazia e sem sentido.

  17. Descubra quem você é e seja fiel a isso. Muitas vezes nos adaptamos para conviver com família, amigos, parceiros, porém jamais devemos abandonar nossa essência.

  18. Aprender a encontrar prazer na própria companhia é fundamental. Mesmo quem divide a vida com outras pessoas precisa de um tempo consigo mesmo.

  19. Jamais procure “outra metade”! Relacionamento é parceria, não é simbiose, e só é saudável quando une duas pessoas inteiras.

  20. Falando nisso, um grande amor só aparece quando você pára de procurá-lo. E às vezes estava do seu lado o tempo todo e você nem percebeu porque estava ocupada demais bancando a pobre vítima das circunstâncias.

  21. Não espere que ninguém mude por você. Respeite a essência do outro, e se não consegue entendê-la, ao menos aceite-a. Se não conseguir aceitar, a melhor saída é afastar-se.

  22. Passar por cima de mágoas e ressentimentos e fingir que nada aconteceu é garantia de uma explosão futura – provavelmente injusta.

  23. Perdoar não significa necessariamente esquecer o mal que nos fazem. Significa libertar-se dele e concentrar-se em coisas mais importantes.

  24. Raramente vale a pena prolongar uma briga só para provar que você está com a razão. Em uma discussão sempre existem duas verdades.

  25. Quando se está com raiva de alguém que se ama, pode ser muito útil sumir por algumas horas. Uma palavra dita em um momento de fúria pode deixar marcas permanentes na outra pessoa.

  26. O ciúme não é o tempero do amor. É o veneno.

  27. E por fim, mas não menos importante… Se a sua mãe te mandou levar uma blusa, leve. Nem que esteja fazendo 42ºC, a probabilidade de chover ou nevar nas próximas 3h é de 90%.

Como dizia Elis Regina, “nem sempre ganhando, nem sempre perdendo mas aprendendo a jogar!”

Anúncios

8 comentários sobre “27 coisas que levei 27 anos para aprender

  1. Muito bom mesmo!
    Adoro suas opiniões e idéias, muito o que refletir. ..tentarei chegar aos 27 com esse manual em prática e bem praticado hahaha e olha que não falta muito pra mim chegar lá rs. ..

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s