11 coisas que aprendi sobre relacionamentos

Quem acha que vai aprender sobre relacionamentos lendo livro de autoajuda e assistindo novela, está muito enganado: a gente aprende quebrando a cara. Quebrei a minha várias vezes e não me arrependo – não existe jeito melhor de amadurecer, sacudir a poeira e seguir em frente. E o que eu aprendi?

  1. Aprendi que quem fala demais, faz de menos, e os caras que dizem que “mulher não se pega, se conquista” são os mesmos que conquistam uma atrás da outra por esporte e mudam de ideia assim que conseguem. Não é errado “pegar” sem compromisso, desde que os dois estejam de acordo.

  1. Aprendi que não existe alma gêmea fora da música brega do Fabio Junior, existem pessoas que se tentam se entender, respeitam suas diferenças e se esforçam para dar certo.

  1. Aprendi que contentar-se com pouco é um estupro à própria alma. Por mais que aquele cara seja bonito, romântico e te faça rir, se não houver brilho nos olhos e calor nos corpos, insistir só vai postergar um fim ainda mais doloroso.


  1. Aprendi que tudo bem se você curte MPB e ele death metal, desde que os valores morais dos dois estejam alinhados. E que quando você encontra alguém que tem os mesmos valores que os seus, a toalha molhada em cima da cama deixa de importar.

  1. Aprendi que enquanto você andar por aí procurando um amor, não vai encontrá-lo. Ele saberá te encontrar quando você não estiver procurando nada além da própria paz de espírito.

  1. Aprendi que não é porque você tem medo de ser enrolada outra vez que tem o direito de vigiar cada passo do outro: se ele não é digno da sua confiança, não é digno de estar com você. E que os medos do outro podem ser curados com carinho, paciência e sinceridade.

  1. Aprendi que assim como existem as peneiras da sabedoria há também as peneiras do ciúme, e que antes de dar um barraco devemos fazer três perguntas: “É verdade?” “A atitude foi dele ou de outra pessoa?” “Foi desrespeito, ou é exagero meu?”

  1. Aprendi que a melhor forma de evitar uma briga é esperar a raiva passar para conseguir conversar com o outro sobre uma atitude que te magoou sem bancar a acusadora da Santa Inquisição.

  1. Aprendi que quem realmente se importa com você puxa sua orelha quando acha que você está fazendo merda, em vez de achar tudo o que você faz lindo.

  1. Aprendi que sentimento verdadeiro é o que está nos olhos e não na boca. Que às vezes, te esperar com uma pizza do seu sabor preferido ou querer saber se você chegou bem em casa são atitudes que provam infinitamente mais amor do que um “eu te amo”.

  1. Por fim, aprendi que Cazuza estava certo: um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida é muita sorte mesmo. E que um relacionamento que vai do céu ao inferno todo dia só serve para te impedir de encontrá-lo.
Anúncios

6 comentários sobre “11 coisas que aprendi sobre relacionamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s