Where are our minds?

“A subversão não existe. O movimento hippie, grunge, marxismo, contracultura, undergrounds contemporâneos e tudo mais se perdem por si só. Da mesma maneira que nós nos perdemos diariamente, da mesma forma que a individualidade sempre será limitada pela convivência em sociedade. “

Até que ponto a subversão, a anti-ideologia e a superficialidade de ser a exceção nos limitaria humanamente? E quando os simples ‘’anti’’ se tornam também uma criação de regras, o contra se transforma num pró e aquilo que seria o polo oposto do inimigo passa a ser também uma filosofia. Um ser com vida. Um ser que limita a nossa existência e também a liberdade. Where is my mind? Where is my soul?

A subversão não existe. O movimento hippie, grunge, marxismo, contracultura, undergrounds contemporâneos e tudo mais se perdem por si só. Da mesma maneira que nós nos perdemos diariamente, da mesma forma que a individualidade sempre será limitada pela convivência em sociedade. Não se subverte filosofias, pois, até a suposta anti-ideologia carregada pelos platônicos também poderá se tornar uma lei. Nada se cria… Tudo se transforma. E as transformações se inserem em qualquer contexto, mesmo que não oficial…

Ver o post original 75 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s