Sobre escolhas, renúncias e a Barbie

É, não adianta, sempre tive que fazer escolhas e continuará sendo assim. A diferença é o tamanho da consequência. Aliás, que palavrinha desagradável, hein?! Imagino logo algo sendo jogado em cima de mim enquanto um dedo me aponta a “cara” e uma voz estridente diz: “Te vira, essa foi a tua escolha”.

viaSobre escolhas, renúncias e a Barbie.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s