“Somos tão jovens…”

Uma menina me ensinou
Quase tudo o que eu sei
Era quase escravidão,
Mas ela me tratava como um rei…

(Renato Russo)

Poucas escravidões são mais cruéis do que as dos sonhos alheios, das rotinas sufocantes, do “isso é melhor pra você”, do “é pro seu bem”.

Quando foi que você parou de sonhar? Quando abandonou seus projetos para alimentar os desejos dos outros? Parafraseando Cecília Meireles: em que espelho ficou perdida a sua face?

Nunca é tarde pra voltar pela contramão e mudar de rumo. E vou te dizer uma coisa: o prazer de sentir de novo o vento no rosto é inexplicável, e a única coisa em que você consegue pensar é por que diabos não chutou o balde antes.

Não é tarde demais. “Temos todo o tempo do mundo”…

Anúncios

2 comentários sobre ““Somos tão jovens…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s