Por que #meuamigosecreto incomoda tanto?

Essa semana começou uma nova campanha nas redes sociais. Caso você tenha tido a sorte de estar em um mochilão pela Ásia (que inveja!!!) e não tenha acompanhado, vou resumir aqui.

A hashtag #meuamigosecreto está sendo usada para compartilhar casos de abuso, agressão e machismo velado, referindo-se principalmente a homens que pagam de bons moços mas cujas atitudes não refletem seu discurso. Algumas pessoas também estenderam seu uso para denunciar casos de racismo e homofobia.

Na minha humilde opinião, achei essa ironia simplesmente genial. Afinal, nada como Natal, Ano Novo e os habituais amigos-secretos para concentrar toda a hipocrisia que é destilada diariamente nas redes sociais. Perfeito.

Como era de se prever, já tem gente incomodada. Muita gente, aliás. Muito mais do que no último protesto do gênero, a #meuprimeiroassédio. Mas por quê?

Simples: combater o assédio a crianças e adolescentes é politicamente correto. Pra se manifestar publicamente contra um protesto desse tipo, o cara tem que ser muito escroto mesmo. E mesmo a maioria dos muito escrotos preferem ignorar e continuar de boa devorando hentai pra não sofrer represálias.

Já o machismo é socialmente aceito. A gente cresce tendo que conviver com isso e achar normal. Desde criança, os meninos são ensinados a pegar geral, a fazer lista das meninas mais gostosas da escola, chamar o amigo chorão de “mulherzinha”, e por aí vai.

Esses meninos têm uma educação machista, crescem sendo machistas e acham que qualquer coisa que a gente diga contra isso é “mimimi”. Alguns continuam “apenas” chamando o amigo de viado e rotulando as mulheres em “pra casar”ou “pra comer”. Outros assediam mulher na rua, abusam da secretária, da enteada ou da vizinha e depois falam que ela “provocou”. No extremo, alguns saem por aí estuprando estranhas na rua. E de todos, esse tipo é o único que vai ter que lidar com a desaprovação social — vai virar “mulherzinha”na cadeia.

É por isso que essa hashtag incomoda tanto: porque nesse caso a carapuça é tamanho único e serve em MUITA gente.

Então, aos meus amigos e leitores que sabem que mulher merece respeito (sim, são muitos!), peço desculpas pelo desabafo, não é pra vocês.

Mas quer saber? Estamos de saco cheio. De abuso, de assédio, de desrespeito. De ganhar menos. De sermos tratadas como o sexo frágil. De ouvir piadinha machista do tio mais velho ou do chefe e ter que dar um sorrisinho amarelo e calar a boca. De ouvir “quer direitos iguais, vai pedir serviço militar obrigatório”. De sermos silenciadas.

Vocês, homens, não têm a menor ideia do que nós passamos todos os dias por causa do machismo, nem do quanto ele nos machuca e destrói a nossa autoestima. E pra sofrer por causa disso não precisamos chegar ao extremo de apanhar do marido ou ser estuprada na rua.

Portanto, calem a boca e deixem a gente falar. A gente já ficou quieta por tempo demais.

Vai ter mimimi sim. E se reclamar, tem mais.

P.S.: Aqui vai um brinde procês:
http://revistagalileu.globo.com/blogs/buzz/noticia/2015/11/20-relatos-da-hashtag-meuamigosecreto-que-precisam-ser-lidos.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s