Sobre (des)apego e outras coisas

Esses dias li um texto que dizia que “desapego é questão de hábito”. Mas o que fazer quando parece que você é uma pessoa geneticamente programada a se apegar a tudo o que entra na sua vida?

Como boa adolescente ingênua, eu sonhava com casamento de véu e grinalda e uma casa com piscina, filhos e cachorro, no melhor estilo comercial de margarina. Só que depois de sucessivos tapas na cara da vida real, comecei a pensar que relacionamentos só servem para criar laços que impreterivelmente terão que ser desatados um dia. Normalmente de maneira longa, arrastada e dolorosa para ambas as partes.

Pessoas que têm mania de se doar demais e dar o sangue para fazer funcionar algo que está destinado a não fazer sentido acabam se perdendo totalmente no meio do caminho. E pode ser que de tanto dar, no fim não sobre nada para si além de uma casca oca e vazia.

Talvez o caminho para conseguir estar com alguém sem deixar de estar consigo mesma seja apegar-se desapegando, destinando ao outro apenas um pequeno compartimento da sua vida que não se sobreporá a nenhum dos outros. A questão é: como?

Anúncios

10 motivos para se apaixonar pelo Muay Thai

O Muay Thai é uma arte marcial originada na Tailândia e que se tornou conhecida no Brasil por causa da recente popularização do MMA (Artes Marciais Mistas). O estilo de luta utiliza como armas os punhos, cotovelos, joelhos e canelas e exige uma excelente preparação física, conquistada em treinos bastante intensos e dinâmicos.

Desde sua popularização, o Muay Thay vem ganhando espaço nas academias brasileiras e conquistando muitas mulheres com a promessa de eliminar até 1.500 calorias por aula. Mas os benefícios não param por aí. Confira o que o Muay Thai pode fazer pelo seu corpo e pela sua mente e apaixone-se você também por esse estilo de vida!

  1. Modela o corpo

Os treinos intensos combinam exercícios de força, aeróbicos, flexões e abdominais, exigindo muita energia e trabalhando o corpo inteiro. O resultado são músculos definidos e torneados e uma cintura de dar inveja: em cerca de um mês já é possível ver os resultados no espelho.

Continuar lendo