“Somos tão jovens…”

Uma menina me ensinou
Quase tudo o que eu sei
Era quase escravidão,
Mas ela me tratava como um rei…

(Renato Russo)

Poucas escravidões são mais cruéis do que as dos sonhos alheios, das rotinas sufocantes, do “isso é melhor pra você”, do “é pro seu bem”.

Quando foi que você parou de sonhar? Quando abandonou seus projetos para alimentar os desejos dos outros? Parafraseando Cecília Meireles: em que espelho ficou perdida a sua face?

Nunca é tarde pra voltar pela contramão e mudar de rumo. E vou te dizer uma coisa: o prazer de sentir de novo o vento no rosto é inexplicável, e a única coisa em que você consegue pensar é por que diabos não chutou o balde antes.

Não é tarde demais. “Temos todo o tempo do mundo”…

Anúncios

Linhas tortas

Não me considero lá uma pessoa muito religiosa, mas tenho fé em Deus e acredito que o que é pra ser nosso acaba sendo, de uma maneira ou de outra. Aliás, acho que Ele tem um senso de humor bem peculiar, pois geralmente isso acontece da maneira mais torta e irônica possível — mas acontece.

Com uma ressalva: você tem que ralar. Afinal, se caísse do céu, seria tudo muito fácil e entediante, não é? Nananina. “Quer alguma coisa, filhão? Eu te ajudo, mas vai atrás. Dê seu sangue pra eu ver se você merece.”

E quem disse que Deus não curte ciência? É a primeira lei de Newton: um corpo em repouso tende a permanecer em repouso, e um corpo em movimento tende a permanecer em movimento.

Portanto, se você está de saco cheio da sua vida, pare de reclamar no Facebook e de alugar o ouvido dos seus amigos e tome uma atitude. Vá lá e faça. Mude. Saia da inércia. Enquanto você não tomar as rédeas dos seus problemas e pensar em uma solução concreta, eles vão continuar lá. Deus não vai descer pra segurar na sua mãozinha e te mostrar o que você tem que fazer  — e não faz diferença nenhuma o quanto você pagou de dízimo o mês passado.

Eu sei que é difícil largar o emprego que você odeia ou o relacionamento que já declarou falência faz tempo. Comece devagar, então. Que tal aquele corte de cabelo que você sempre amou mas nunca teve coragem de fazer? Se não der certo, cabelo cresce. Se der, você ganha coragem e um up na autoestima. A “zona de conforto”, de confortável, não tem nada: é uma região tóxica e sufocante, que rouba a sua vontade de viver dia após dia.

De vítimas das circunstâncias o mundo já está cheio. Que tal começar a escrever a sua própria história?

(P.S.: li em algum lugar que quando uma mulher está de saco cheio, a primeira coisa que ela muda é o cabelo. Faz sentido, as duas mudanças mais radicais que eu já fiz no cabelo foram o começo das duas guinadas mais importantes que eu dei na minha vida, quando comecei a sair de onde eu estava e me perguntar onde eu quero chegar. Coincidência? Acho que não.)

(P.S. 2: achei mil imagens lindas pra esse post, mas TINHA que ser essa. Thelma e Louise, divas eternas!!!)

Você é “boazinha” demais?

Muita gente acha que ser “boazinha” (ou “bonzinho”, whatever) é uma virtude, que doar-se completamente sem esperar (nem receber) nada em troca é o caminho para a luz. Pode ser para os santos e os mártires, mas para nós, meros mortais, não é bem assim.

Na maioria das situações, quanto mais “boazinha” for, mais você se torna capacho dos outros.

Quer ver?

Continuar lendo

37 arrependimentos que sempre podem ser evitados

O site ViralNova publicou uma lista interessante dos arrependimentos mais comuns que uma pessoa costuma sentir quando chega ao final da vida. Fiz uma tradução livre, quem quiser ver o post original, clique aqui! http://www.viralnova.com/regret-when-older/ (vale a pena, as fotos são lindas!)

“Todo mundo passa pela vida cometendo erros e suportando as consequências; por isso, conforme as pessoas envelhecem, acabam colecionando arrependimentos. Quando chegar nesse ponto e pensar na retrospectiva da sua vida, você vai saber quais mudanças deveria ter feito. Porém, queremos ajudar você: fizemos uma lista das 37 coisas que você não deve fazer, ou vai se arrepender pelo resto da vida. Apenas leia as dicas e confie em nós, vai valer a pena.

1) Não viajar quando se tem chance. Quanto mais velho você fica, mais difícil se torna viajar, porque mais pessoas dependem da sua presença diária e acaba ficando caro levá-las com você.

2) Não falar outro idioma. Você provavelmente passou anos aprendendo outra língua na escola, deveria fazer bom proveito disso.

3) Ficar em um relacionamento destrutivo. Pode ser difícil sair de um relacionamento ruim, mas insistir e desperdiçar o tempo de todos os envolvidos é bem pior.

4) Esquecer o protetor solar. É meio chato, mas os danos causados pelo sol se acumulam ao longo dos anos, causando manchas e rugas.

5) Perder a chance de ver seus artistas favoritos ao vivo. Nunca se sabe quando sua banda favorita vai se separar, então aproveite enquanto pode.

6) Ter medo, seja lá do que for. O medo pode ser paralisante, mas só te domina se você permitir.

7) Não fazer dos exercícios físicos uma prioridade. Conforme você envelhecer, perceberá o quanto é importante cuidar bem do corpo.

8) Deixar-se definir por rótulos. Defina a si mesmo, não deixe que a sociedade o faça.

9) Trabalhar em um lugar que odeia. Você precisa pagar o aluguel ou sustentar uma família, mas não pode se obrigar a viver uma vida medíocre todo santo dia.

10) Não dar o seu melhor nos estudos. Notas são importantes, mas o que é realmente importante é se dedicar e aprender a aplicar o que aprendeu.

11) Não perceber o quanto você é lindo(a). Existem várias formas de beleza, e você não deveria pensar que é menos do que ninguém.

12) Ter medo de dizer “eu te amo”. Amar alguém é um presente muito valioso, até mesmo quando o amor não é correspondido na mesma intensidade.

13) Não ouvir os conselhos dos seus pais. Eles têm muito mais experiência que você, então merecem algum crédito.

14) Passar sua juventude mergulhado em si mesmo. Há muita coisa no mundo além do seu umbigo, um dia você vai perceber isso.

15) Preocupar-se demais com o que as outras pessoas pensam. Quando for mais velho, você vai notar que a opinião dos outros não lhe trouxe felicidade nenhuma.

16) Deixar seus sonhos de lado por causa dos outros. Ser legal é uma coisa, sacrificar sua própria felicidade é outra bem diferente.

17) Dormir no ponto. Não hesite ao tomar decisões, você pode acabar perdendo um tempo precioso e se arrepender depois.

18) Guardar rancor, principalmente das pessoas que você ama. Perdoar é deixar a dor ir embora em vez de se afundar nela.

19) Não defender suas ideias. Só porque outras pessoas não concordam com seu ponto de vista não significa que você deve abandonar seus princípios.

20) Não fazer nenhum trabalho voluntário. Há milhares de razões para ajudar outras pessoas, especialmente aquelas que mais precisam.

21) Não cuidar da saúde bucal. Escovar os dentes e usar fio dental é irritante, mas é muito melhor cuidar dos seus dentes enquanto você ainda os tem.

22) Perder a chance de conversar com seus avós enquanto eles ainda vivem. O conhecimento que eles acumularam durante a vida é enorme, e só estará disponível por pouco tempo.

23) Trabalhar demais. Você vai acabar perdendo as melhores partes da vida, ou no mínimo estar estressado demais para aproveitá-las.

24) Não aprender a cozinhar. Preparar uma refeição agradável para a família ou os amigos vai te proporcionar mais momentos felizes que você possa imaginar.

25) Não parar para curtir o momento. Largue o celular e se concentre na experiência que está vivendo em vez de ficar mandando mensagens ou fazendo selfies. 

26) Não terminar os projetos que começou. Cada dia que começa é uma nova oportunidade que deve ser aproveitada.

27) Não aprender um truque para mostrar nas festas. Parece bobo, mas pense em quantas memórias boas você terá sobre isso.

28) Deixar sua personalidade ser definida por expectativas culturais. Se a sua família ou o seu país acham que você deveria seguir uma determinada carreira, não significa que você é obrigado a isso.

29) Recusar-se a deixar as amizades seguirem seu curso natural. Às vezes as pessoas se afastam, e forçar uma conexão faz mais mal do que bem.

30) Não brincar com seus filhos. Crianças são inocentes e alegres, você deveria encher sua vida com essa alegria em vez de fugir dela.

31) Nunca correr grandes riscos (principalmente no amor). Um risco alto pode ser muito mais enriquecedor do que um baixo.

32) Não dedicar algum tempo para fazer networking. Pode ser desagradável, mas pode ser importante para sua carreira a longo prazo.

33) Preocupar-se demais. Preocupação, especialmente sobre coisas que ainda não aconteceram, é perda de tempo.

34) Alimentar dramas desnecessários. Criar drama é viciante, não caia nessa de ficar maldizendo a própria existência.

35) Não passar tempo suficiente com as pessoas que amamos. Não se esqueça que todos estamos neste planeta por tempo limitado.

36) Nunca fazer uma performance na frente de outras pessoas. Pode ser que você descubra que não é a sua praia, mas tentar pelo menos uma vez é uma experiência de vida importante.

37) Não expressar gratidão. Aprenda a agradecer e a se sentir verdadeiramente grato. Se fizer isso, muita coisa vai mudar na sua vida.”

Continuar lendo